Palavras ácidas, em cima do ego.

 Vi, naquele dia, a verdade por cima do orgulho ferir-me a alma.

O peso que carregava no íntimo do meu ser.

Tentei fugir, correr, sair de todos os lugares.

Peso.

Eu senti.

E, perplexo, percebi que o que carregava nas costas era uma mochila pesada.

Cheia de palavras e ideais.

Uma revista.

Veja que ironia.

Dr. William

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s